A enxaqueca  
 
  Newsletter

Receba, gratuitamente, artigos sobre dor de cabeça e enxaqueca. Coloque seu e-mail no campo abaixo:

  Busca no Site Enxaqueca
  Saiba mais
O uso frequente de analgésicos comuns pelos portadores de enxaqueca pode acarretar em dependência.

  Testes on line:
  Aprenda a se conhecer

Indústria farmacêutica não apóia iniciativa beneficiente de Dr. Alexandre Feldman

Centro de Atendimento Gratuito não recebe patrocínio e é obrigado a fechar as portas

O Dr. Alexandre Feldman atende empresários, advogados, professores, estudantes, artistas, médicos, pessoas de todas as profissões e ofícios, do Brasil e até de outros países, em sua clínica particular. No entanto, existem muitas pessoas carentes, que moram nas ruas ou em albergues, carecem de escolaridade e encontram-se completamente excluídas do mercado de trabalho. Como se todos os problemas não bastassem, estes seres humanos também sofrem, e muito, de dores de cabeça. Na prática, é extremamente difícil o acesso deste segmento da sociedade a atendimentos médicos especializados na área da enxaqueca. Pensando nesses membros da nossa comunidade, o Dr. Alexandre Feldman criou, em 1997, um centro de atendimento gratuito à população carente portadora de enxaqueca.

Graças ao trabalho de voluntários, o centro conta com assistente social, recepcionista e pessoas empenhadas em viabilizar o atendimento médico, que é realizado semanalmente pelo próprio Dr. Alexandre Feldman. Os pacientes do centro recebem palestras sobre a influência da alimentação e dos hábitos quotidianos na enxaqueca, passam em consulta médica individual com o Dr. Alexandre Feldman e recebem prescrições de remédios. Todos sabemos que são apenas os bons hábitos, e não os remédios, que atuam nas causas do mal; porém os remédios são capazes de aliviar as suas conseqüências, os sintomas. E o alívio dos sintomas faz parte, sem dúvida nenhuma, da ação conjunta necessária para um bom tratamento da enxaqueca.

Desde a sua criação, o centro tem recebido o carinho da imprensa, inclusive das mais importantes emissoras de TV, principais jornais, rádios e revistas do Brasil.

Infelizmente, o mesmo não acontece em relação à indústria farmacêutica, que vem ignorando, ao longo de todos esses oito anos, aos pedidos do Dr. Alexandre Feldman, no sentido de apoio para o seu centro de atendimento gratuito à população carente.

O centro conta com um espaço físico que já precisou de uma reforma urgente no teto, cujos custos foram cobertos pelo próprio Dr. Feldman. Porém o teto novo não resolveu a necessidade de remédios para quem não tem condições de comprá-los; de maior assistência que poderia ser dada; e de manutenção continuada do espaço físico.

A proposta original desse centro, contando obviamente com o apoio necessário, é de um atendimento diário com infraestrutura completa, inclusive fornecimento gratuito da medicação necessária. Além do aspecto assistencial, esse centro poderia se tornar um local de treinamento para novos médicos e profissionais de saúde interessados no tratamento especializado da enxaqueca, através da interação com o Dr. Alexandre Feldman e seus pacientes.

Esse tipo de iniciativa custa pouco para uma indústria farmacêutica que gasta somas astronômicas em marketing. patrocina congressos internacionais de grande porte, pesquisas em universidades e que lucra somas incalculáveis com a venda de seus remédios.

Essa ação de responsabilidade social custaria menos ainda se um grupo de empresas farmacêuticas resolvesse colaborar conjuntamente.

Mas 8 anos de apelos se passaram, e até hoje nenhuma resposta positiva foi obtida.

Pensem só no grande benefício para uma população tão carente e para novos profissionais de saúde interessados em enxaqueca.

Na verdade, qualquer empresa que se associe a esse tipo de iniciativa estaria fazendo um bem enorme para o Brasil. Vamos torcer juntos para que isso aconteça um dia.

 

voltar
envie esta página
para um amigo

 
 Conheça mais sobre a clínica Dr. Alexandre Feldman