post

O Velho Conto do Remédio Novo

Artigo Científico da Semana:

A edição de 4 de abril de 2007 do prestigioso JAMA (Journal of the American Medical Association), traz um artigo intitulado Sumatriptano-Naproxeno para Enxaqueca Aguda.

Acontece que está em fase de testes clínicos um “remédio novo” para enxaqueca, à base desses dois componentes, sumatriptano e naproxeno.

Novo?

Sumatriptano é o “avô” dos triptanos, o primeiro de todos eles a ser lançado no mercado mundial, por volta de 1990. Seu nome comercial no Brasil é Imigran (do laboratório Glaxo Smith-Kline) ou Sumax (do laboratório Libbs). Ele está disponível em diversas apresentações e dosagens.

Naproxeno é um antiinflamatório que existe há décadas no Brasil, mais conhecido pelos nomes genéricos de Naprosyn e Flanax (ambos do laboratório Roche). Também pode ser encontrado em comprimidos de diversas dosagens.

O que ambos esses remédios têm em comum, em termos comerciais? A patente deles já expirou. O lucro, e portanto o interesse comercial nesses produtos, diminuiu.

O que ambos esses remédios possuem em comum, em termos clínicos? Tanto um quanto o outro podem ser eficazes no tratamento de crises de enxaqueca, dependendo de cada caso.

A idéia aqui, de cunho puramente comercial, foi patentear a combinação de sumatriptano e naproxeno em um único comprimido.

No fundo, é evidente que não se trata propriamente de um remédio novo, ou seja, uma molécula nova, um avanço terapêutico qualquer; mas sim de uma marca nova, um produto novo, que uma vez patenteado, não poderá ser imitado por outro laboratório durante um bom número de anos. Com esse produto “exclusivo” em mãos, o laboratório detentor da patente pode entrar com ações de marketing no sentido de vender esse produto como sendo “a nova solução para a enxaqueca”.

Eu atendo pacientes do Brasil inteiro e até de outros países, com os mais variados graus de enxaqueca, e raramente precisei recomendar a um paciente que tomasse um triptano e um antiinflamatório ao mesmo tempo. A regra é tentar um ou outro, para depois, se necessário, tentar ambos. É claro: quanto menos remédios for necessário, melhor.

Mas o que é melhor para você, nem sempre é melhor para a indústria. “Para que menos remédios, se eu posso tomar mais?” Esta parece ser a lógica por trás desse comprimido “novo”, que combina duas drogas já existentes.

Como é que uma revista médica de alto impacto como o JAMA, se presta em aceitar esse tipo de artigo – uma combinação de drogas que não acrescenta nenhuma novidade ao que já é prescrito atualmente – para publicação! Para mim, isso é um verdadeiro escândalo!

…Pensando bem, quem é o grande anunciante que sustenta publicações como o JAMA, se não a própria indústria farmacêutica… O círculo se fecha direitinho!

O artigo afirma que os pacientes tratados com a combinação de sumatriptano e naproxeno não apresentaram efeitos colaterais em maior número que aqueles pacientes tratados com ambas as drogas isoladamente. Alguém pode me explicar como é que se consegue este milagre? Para mim, isso prova, definitivamente, que a estatística, quando “bem manipulada”, pode produzir o resultado mais “interessante” que se deseja. Não é preciso entender de estatística para concluir que seu risco de sofrer efeitos colaterais é sempre maior quando você toma dois remédios ao invés de um.

Em breve, a combinação sumatriptano-naproxeno chegará à farmácia mais próxima de sua casa. Cuidado para não cair nesse velho conto do remédio novo.

Comentários dos Meus Leitores

  1. Imagem de eliane ribeiro marinseliane ribeiro marins comentou

    Gostei muito do artigo, pois,a cada dia vou aprendendo mais sobre enxaqueca. Tenho o livro Enxaqueca finalmente uma saída,faz um ano. Desde então, acredito que melhorei uns 80%.Ainda falta algumas coisas, como dormir melhor,hormônios desequilibrados, etc,entre elas,tomo analgésicos diariamente,a diferença é que no passado eu chegava a tomar até 6 comprimidos por dia, tomava mais o remedinho de controle de crises.Hoje, tomo ´so um ou dois, não tenho mais crises,vômitos, nem fico na cama.Por isso todas as matérias que voces me mandam são de extrema importância,para que eu fique sempre atenta e me ajude a melhorar cada vez mais.Muito Obrigada Dr. Feldman, agora acredito que enxaqueca tem cura sim.

  2. Imagem de shirlei da costashirlei da costa comentou

    Caro Dr. Feldman.
    Obrigada por essa oportunidade. Sofro de enxaqueca desde crianca e tenho 38 anos, sempre tomei naprozeno nas crises e acunputura como tratamento, moro na Inglaterra a 3 anos e recentemente li a respeito do novo remedio e fiquei obcecada para consumir. O problema aqui e conseguir receita medica, o meu medico so me permite tomar paracetamol. O que eu nao sabia era que se tratava de triptano + naprozeno , drogas que ja consumia enviadas via correio do Brasil, eu sempre que a dor surge eu tomo imigran e se nao melhoro tomo naprozeno, sempre tive essa conduta embora com muito medo de estar misturandos drogas perigoras, agora continuarei fazendo a mesma coisa mas com menos medo. Eu sei que nao devia fazer esse tipo de coisa por conta propria mas quando tenho muita dor me torno irracional, sou capaz de qualquer coisa para me livrar da dor.
    Obrigada mais uma vez por me manter informada especialmente devido a minha situacao: longe de casa.
    Atenciosamente
    Shirlei

  3. Imagem de sonia ferreira de melosonia ferreira de melo comentou

    Tenho 48 anos e sofro com enxaqueca há 15 anos. Ultimamente tenho usado NARAMIG pelo menos 2 x por semana porque é o único que está resolvendo o meu caso. Gostaria de saber os prós e os contras quanto ao uso do medicamento.
    Obrigada,
    Sônia.

  4. Imagem de doroti dos santosdoroti dos santos comentou

    gostaria muito de ter seu livro porem no momento estou sem condiçoes de adquiri-lo. parabens pelas suas pesquisas.

  5. Imagem de Claudia GomesClaudia Gomes comentou

    Já usei Sumax e antinflamatórios juntos. Ogrande problema é que, depois de um tempo, elesparaparm de fazer efeito. Tive que fazer uma verdadeira limpeza no meu organismo. Não só de remédios mais com dieta alimbtar. Hoje, raramente necessito usar sumar ou um antinflamatórioa quando tenho uma crise.
    Vale a pena fazer uma limpeza!!

  6. Imagem de Angela ArgoloAngela Argolo comentou

    Caro Dr. Feldman.
    Ao abrir a minha caixa de e-mails, vi que tinha uma mensagem a respeito de alguns métodos contraceptivos referentes à tão dolorida dor que sofro, a enxaqueca.

    Tenho 37 e sofro há 20. Já fiz uso de todos os medicamentos citados no artigo acima e em um determinado momento pararam de fazer efeito. Atualmente uso Indometacina e gostaria de saber os prós e os contras do medicamento.
    Agradeço as valiosas informações que me são enviadas e parabéns pelo sucesso.

  7. Imagem de daradara comentou

    gostei muito de receber suas dicas como se livrar da enxaqueca,parabens pelo seu trabalho sofro de enxaqueca ha 6 anos,sempre me entupi de remedios ate descobri um medico que me indicou um preventivo,me senti muito melhor.
    hje nao moro no brasil,estou no canada aqui e frio tive uma melhora na enxaqueca sera realmente,ou isso e psicologico?
    aqui hje tomo aspirina como preventivo e os analgesicos me ajuda bastante quando tenho dores,no brasil analgesicos nao fazia efeitos?mas uma vez parabens pelo seu trabalho.

  8. Imagem de Kátia D. G. B.Pinheiro comentou

    Gostaria de deixar aqui registrado meu depoimento para poder trocar experiencias com pessoas que tb tem enxaqueca, e assim poder quem sabe descobrir novas maneiras de se livrar ou amenizar a dor. Tenho enxaqueca desde os 5 anos (tenho 42), minhas crises se apresentam em variadas ocasiões, mto tempo sem comer, viagem de carro, metro, onibus, perfume, cigarro, chocolate e periodo menstrual. Tenho dores fortissimas, e totalmente incapacitantes. Atualmente somente o zolmitriptano faz razoavel efeito, até pq é o unico que consigo comprar aqui em Lisboa. Mas relativo ao post sobre a mistura de 2 medicamentos, qdo ia ao hospital em s.paulo, tomava injeção de dipirona, com analgesico e anti-inflamatorio(não citarei os nomes por razoes obvias) e era o que de facto passava a minha dor. Para amenizar as dores agora faço varias coisas qdo estou em crise, tamanho o meu desespero, e vou cita-las para saber se alguem tb faz o mesmo, ou se alguem tem algum outro ‘truque saudavel’ para aliviar a dor:
    1º Começo por tomar um banho bem quente, a seguir vou para o quarto escuro, com um pano molhado em agua gelada amarrado com força na cabeça.
    2º Caso isso não resolva, ponho batatas na cabeça (pode parecer piada, mas juro que faço tudo isso), se não der certo ponho os pés de molho em agua quente.
    3º Em ultimo caso, ponho só a cabeça embaixo do chuveiro frio.
    Faço tudo isso, pq analgesicos simples ja nao adiantam nada, e qdo tomo os ‘triptanos’ as vezes a dor passa, mas volta no dia seguinte, ou após algumas horas; basta eu achar q a dor sumiu e me levantar ou fazer algum esforço a cabeça começa a latejar de novo.Queria saber se é verdade que ao menor sinal da chegada da enxaqueca temos de logo tomar os tais triptanos.
    Obrigada pela oportunidade de poder falar sobre isso, e quem sabe trocar experiencias com outras pessoas que passem pelo mesmo, pq qdo a gente tem a dor, pensa que ninguem + no mundo tem noção de como dói e de como sofremos.

  9. Imagem de Dr. Alexandre Feldman comentou

    Olá Kátia,

    Sobre a sua questão dos remédios, nossa diretriz aqui é pedir que direcione todas as suas dúvidas sobre remédios (e como tomá-los) para o seu médico. Qualquer recomendação nesse sentido, via internet, seria inseguro para você e ilegal e antiético para qualquer médico que a fornecesse.

  10. Imagem de helianeheliane comentou

    Quero saber quando esse medicamento sairá no comércio, pois quero experimentar.

Trackbacks